Nesta edição, as paisagens e as passagens
do olhar da artista visual Camila Hein dialogam com a profundidade das linhas carregadas de alma na palavra viva e penetrante de Martim César. A poesia sedenta, amante e liberta de Daniel Moreira encontra, por entre as linhas desta mandinga, com a emoção latente e os desdobramentos profundos dos escritos de Ediane Oliveira. A sensibilidade poética nas palavras de cada poema e o cuidado nas formas e nas cores da arte de Valder Valeirão se misturam com a força visceral da poesia atraente de Ju Blasina e na inquietude urgente, avançadamente poética e sincera de Alvaro Barcellos.

A cada edição, poemas e fotografias estarão expressos na revista virtual Mandinga. Com liberdade, sede, delicadeza e loucura, na busca do fortalecimento da arte e na compreensão das necessárias palavras de Gullar: “A arte existe porque a vida não basta”.

Leia a primeira edição da revista
mandinga - poesia e fotografia [on line]


ou baixe o arquivo para seu computador
[melhor visualização com páginas duplas]

ir para mandinga inicial